top of page

Veja as melhores profissões e salários em 2023

Notas de dinheiro

O Ibre/FGV conduziu uma pesquisa que revelou as melhores profissões e salários em 2023 no Brasil. Dos trabalhadores com nível superior, os médicos especialistas lideraram, seguidos por matemáticos, atuários e estatísticos, e médicos gerais. Em contraste, os professores do ensino pré-escolar tiveram a remuneração mais baixa, com média de R$ 2.285,00.


Este estudo, assinado pela doutora em Economia Janaína Feijó, utilizou dados do IBGE referentes ao 2º trimestre de 2023. A pesquisa enfatizou que a pandemia acelerou mudanças tecnológicas, aumentando a demanda por profissionais em STEM e valorizando habilidades socioemocionais.


Apenas quatro categorias profissionais ultrapassaram os R$ 10 mil de rendimento médio: médicos especialistas (R$ 18.475), médicos gerais (R$ 11.022), matemáticos, atuários e estatísticos (R$ 16.568), geólogos e geofísicos (R$ 10.011). Algumas áreas tecnológicas viram um aumento salarial expressivo na última década.


O estudo ressalta a importância da educação para acesso a empregos e salários melhores. Profissionais com ensino superior completo têm ganhos significativamente maiores em relação aos de menor escolaridade. Além disso, foi destacada a relação inversa entre desemprego e nível de instrução, indicando menores taxas de desemprego entre os mais escolarizados.


Apesar do impacto positivo do ensino superior nos ganhos, apenas 23% da população ocupada no Brasil possui esse nível de instrução, um aumento significativo em relação aos 14% de uma década atrás. Contudo, a maioria dos brasileiros, cerca de 77%, não possui ensino superior, o que dificulta o acesso a ocupações melhor remuneradas. 


Pessoas com Ensino Médio ou Superior incompleto representam 43%, enquanto trabalhadores com Ensino Médio incompleto ou menos somam 34%.


Quanto aos salários médios de acordo com o grau de instrução, observa-se uma grande disparidade: de R$1.396,00 para menos de 1 ano de estudo até R$5.891,00 para o Ensino Superior completo.


O estudo também apontou as ocupações com menor remuneração, principalmente relacionadas ao ensino, como professores do ensino pré-escolar, outros profissionais de ensino, professores de Artes, Físicos e Astrônomos, entre outros. Estes profissionais das ciências ou intelectuais, com Ensino Superior, têm os menores rendimentos no setor privado.


Ranking dos piores salários em 2023:


Professores do ensino pré-escolar R$ 2.285,00

Outros profissionais de Ensino R$ 2.554,00

Outros professores de Artes R$ 2.629,00

Físicos e astrônomos R$ 3.000,00

Assistentes sociais R$ 3.078,00

Bibliotecários, documentalistas e afins R$ 3.135,00

Educadores para necessidades especiais R$ 3.379,00

Profissionais de Relações Públicas R$ 3.426,00

Fonoaudiólogos e logopedistas R$ 3.485,00

Professores do Ensino Fundamental R$ 3.578,00


Comentários


Os comentários foram desativados.

Notícias mais vistas

bottom of page