top of page

O que é paralisia do sono?

Um homem sentado na cama com a mão na cabeça.

Imagina você acordar e não conseguir se mexer. Sentir-se observado, sufocado, sem identificar a causa. Ter medo, mas incapaz de gritar. Se você já vivenciou essas experiências ao acordar, provavelmente teve um episódio de paralisia do sono. Apesar das interpretações sobrenaturais, a ciência oferece explicações para esse fenômeno.


Para compreender a paralisia do sono, é crucial entender o funcionamento do cérebro durante o sono. O sono passa por quatro fases, começando leve e progredindo para a fase 4, o sono mais profundo. O ciclo se repete aproximadamente quatro vezes por noite. A fase REM é vital para funções cognitivas como memória e aprendizado.


A paralisia ocorre quando há descompasso entre os mecanismos cerebral e muscular. Isso ocorre no início do sono ou nos primeiros minutos ao acordar, quando a pessoa está alerta, mas os músculos não respondem.


A paralisia do sono é um distúrbio em que a mente está ativa, mas o corpo não pode se mover, falar ou realizar movimentos. Geralmente ocorre na transição entre o sono e a vigília.


Quais as causas da paralisia do sono?


Causada por falha na comunicação cérebro-músculos, relaciona-se a padrões irregulares de sono, estresse, ansiedade, insônia e dormir de barriga para baixo.


Quais os sintomas da paralisia do sono?


As crises são breves, durando apenas alguns minutos, mas os sintomas são angustiantes, incluindo a incapacidade de mover o corpo voluntariamente ao acordar, pânico, experiências sensoriais e sensação de falta de ar. Em alguns casos, podem ocorrer alucinações e sensação de "a alma saindo do corpo". Recomenda-se ajuda médica se esses episódios forem frequentes.


Como é o tratamento da paralisia do sono?


Enfrentar racionalmente, concentrar-se em movimentar o corpo e, se possível, ter alguém por perto são estratégias. Mudanças no estilo de vida, como horários fixos para dormir, também podem ajudar. Em casos graves, a orientação de neurologistas ou psiquiatras pode ser necessária.


Existem fatores de risco?


Estudos indicam que de 8% a 20% das pessoas saudáveis terão um episódio de paralisia em algum momento. Pessoas com transtornos de ansiedade ou estresse pós-traumático têm maior propensão. Álcool, antidepressivos, e psicofármacos estimulantes podem estar associados, assim como dormir de barriga para cima.


O que fazer durante um episódio de paralisia?


Focar no ambiente, tentar se comunicar com quem está presente e controlar as emoções ajuda. Reconhecer que o evento é transitório é essencial.


Quando a paralisia do sono se torna um problema?


Quando é frequente (mais que duas vezes por semestre) ou causa distúrbios emocionais, como medo de dormir. O tratamento inclui medidas de higienização do sono e, em alguns casos, medicamentos.


Paralisia e outros distúrbios do sono


A paralisia não é apenas um distúrbio do sono, mas também um sintoma da narcolepsia. Além da paralisia, a narcolepsia apresenta sonolência diurna, alucinações e perda de força nos membros. Consultar um médico é essencial para diferenciação e tratamento adequado.


Comments


Commenting has been turned off.

Notícias mais vistas

bottom of page